segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Nos Braços do Pai...

É assim que está agora nosso pequeno Theo.
Com o coração em prantos deixo aqui meu pesar...não há mesmo palavras pra descrever como fica o coração da gente... Que Deus derrame seu bálsamo sobre a Aline, porque só mesmo Deus é capaz de saber a intensidade do que ela está vivendo nesse momento se colocar no lugar não é nem de longe o suficiente.
Aline amada, o Senhor é contigo, e é tudo que posso dizer agora.

sábado, 16 de outubro de 2010

2 Meses -

Há exatos 2 meses, eu te vi pela primeira vez, meu pequeno Grande Amor...pela primeira vez ouvi teu chorinho e senti sua respiração bem de pertinho...
Do dia 17 filho, a mamãe não tem nenhuma foto, porque você ficou na uti neo, mas olha você aí dia 18 dormindo como um anjo no berçario, isso meu amor é pra que seja glorificado o nome do Senhor que completou sim sua obra em nossas vidas, e pra que saibamos que a vitória vem mesmo que pareça que é o fim.

Depois da tempestade a bonança, enfim em casa sua primeira foto no seu bercinho, oh filhote, só Jesus pode dizer que felicidade eu senti, e como meu coração transbordou de alegria.

Apesar de toda luta que a mamãe passou (e o papai tbém por tabela), havia motivos para acordar todos os dias e acreditar que tudo valia a pena.
No dia em que você completou um mês, saímos pra comemorar o aniversário do papai e a mamãe aqui falou duas vezes, no seu post e no do papai acabou passando, mas não deixei de agradecer a Deus por vocês que são tão importantes em minha vida...

Os dias tem passado rápido e cada dia me dou conta de suas descobertas, nos seguir com os olhos, parar de chorar quando ouve minha voz, ou quando canto "nosso louvor", essa semana você nos alegrou sorrindo pra valer  pela primeira vez, e como você já cresceu. Não canso de te olhar, acordado, dormindo, e como te acho lindo...rs...sou muito "coruja" minha nossa...


Vou parando por aqui, agradecendo a Deus, derramando meu coração em seu altar, em gratidão por sua bondade em me permitir ser sua mãe, eu te amo sem medida e sem palavras, todos os dias, todo instante eu te entrego nas mãos do Pai, porque tenho certeza de que ele cuida de você com muito zelo e amor. E todos os dias vou te falar do quanto Jesus foi, é, e sempre será peça principal de cada dia que viveremos juntos nesta Terra.
Te amo Te amo Te amo.

domingo, 10 de outubro de 2010

As Primeiras Semanas



Ol@...
Apesar do Luquinha estar quase completando dois meses, quero recuperar o  tempo perdido (leia-se que não postei nada sobre ele) e vou então fazer alguns posts "retro" e esse será meio assim.
Comentei aqui por alto alguns percalços  que passei no pós parto, infelizmente tudo isso me tirou meio do rumo em relação há varias coisas inclusive do blog, mas quero fazer o possível pra dividir com vocês um monte de coisa bacana que tenho vivido.
Então vamos lá, nos primeiros quinze dias minha sogrinha ficou aqui em casa e nos ajudou com algumas coisas da casa, graças a Deus o marido tava de férias e também deu uma super força. Nos primeiros dias achei que não seria capaz, meu Deus como dói a cesárea...achei uma experiência bem chata e pior do que eu pensava que seria, aliás ruim como eu pensava.
Montamos um berço desmontável que ganhamos no meu quarto para facilitar os cuidados com o bebe, e foi excelente pra nós, meu marido pode ajudar bastante e na primeira semana ele dormia do lado da cama que ficava o berço por conta da minha dificuldade pra levantar por causa da "bendita" cirurgia.
Na primeira semana, eu troquei o bebê durante a madrugada em média duas a três vezes...pausa para perguntas: Podem perguntar, você é louca??? eu repondo...Não. Apenas inexperiente com um bebê recém nascido e fraldas descartáveis, pois é pasmem, eu trocava o pobrezinho porque ele tava molhado, ele literalmente, fralda, mijao, body e as vezes o macacão. Fui melhorando na segunda semana, na terceira e agora isso não tenho acontecido mais...Thanks god.
O Luquinha relamente não pegou o peito, tentei: Ordenha manual, Translactação, Bomba Eletrica, Bico de silicone...não deu.
Fiquei muito, mas muuuuito frustrada. Sempre acreditei e apoiei a amamentação eu não acreditava que isso tava acontecendo comigo. Bebi litros de água pra ter bastante leite para o meu filhinho, mas seu probleminha de saude nas primeiras horas de nascido e o NAN ainda na maternidade minaram todas as possíbilidades. Depois de quarenta dias de tentativas e mais tentativas, Parei. Chorei litros, (pra alguma coisa a água que bebi serviu) e então me despedi do sonho de amamentar. Guardei as conchas, limpei as lágrimas, e seguimos com o leite artificial, e claro, com tudo que se tem de direito, muitos palpites, perguntas, críticas...porque quem não amamenta tem má vontade...farei um post exclusivo sobre o assunto...com muita vergonha eu assumo, também já pensei assim, e hoje depois do que vivi percebo que já fui bem ignorante.
Por conta de mamar leite artificial consegui colocar uma rotina e ele mama religiosamente a cada 3 horas, inclusive durante a noite, algumas vezes ele estica um pouco mais e dorme por 4 ou 5 mas isso ainda não virou rotina, ontem surpreendentemente ele mamou as 23h00 e acordou só as 4h00 da manhã, fiquei super contente já que ando só o pó da rabiola...rs...como ele tá ganhando peso então não me preocupei por ele dormir um pouco mais, aliás achei uma benção.
Algumas lições que tirei desses primeiros dias:
* Nenhuma criança é igual a outra.
* Não devemos nos basear no "tempo" dos outros, cada mãe tem seu tempo de aprender e de viver algumas situações, assim como cada bebezinho tem o seu.
* Tenho julgado menos e sido mais complacente com comportamentos de outras mães, coisas que eu achava absurdas, já não acho tanto, em resumo Cada um sabe o "bebe"que tem em casa. Assim, cházinho, chupeta, complemento, água, mamadeira e afins é criterio de cada um, e se funciona para o seu filho, não sou eu que vou julgar. Sempre achei td isso absurdo ja que eu tinha certeza que "meu bebe" mamaria exclusivamente leite materno, nada de água, chá, mamadeira nem pensar(...)
* O que funciona pra você, pode não funcionar pra mim
* Não existe a palavra "certeza" na chegada de um recém nascido.

Encerro por aqui esse enoorme post, se alguém quiser perguntar qquer coisa fiquem a vontade respondo no próx post, com ou sem percalços posso já adiantar, tô amando tudo o que eu to vivendo, Deus é lindo, maravilhoso, fiel, todo bendito dia me alegro em Cristo e agradeço por seu milagre em minha vida e tenho certeza que em breve eu vou agradecer por seu milagre na vida de outras amigas as que estão pertinho de conhecer seus rebentos e também pelas que estão aguardando no Senhor, viu Elo?! E você também Lelinha.

Bjo grande.